segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Qual a história dos Simpsons?


Bom Dia Galera,Hoje Andei Dando Uma Olhada Na Net e Vi Uma Matéria da Revista Mundo Estranho, Vale Apena Conferir (Atenção Texto Bem Grande!)



Era a noite de 17 dezembro de 1989. Na TV americana, a recém-criada rede Fox estreava seu primeiro desenho animado em horário nobre. Parecia um desenho comum: uma família engraçadinha - mãe, pai e três filhos - se metia em encrencas nos preparativos para a noite de Natal. Até o nome da série soava como repetição de Os Flintstones ou de Os Jetsons... Mas o cheiro de passado sumiu logo nos primeiros minutos. Estava na cara amarela, nos olhos esbugalhados e nas mãos de quatro dedos que aquele desenho era diferente: quando Marge promete levar os pedidos de presente dos filhos ao Papai Noel, Bart diz que "só tem um gordo que nos traz presentes, e o nome dele não é Noel". Homer, o gordo em questão, rouba a árvore de Natal da família do meio de uma floresta. Para descolar uns trocos, o paizão imita o bom velhinho num shopping e deixa o filho emocionado: "Você deve mesmo nos amar para descer tão baixo!" O humor politicamente incorreto segue por meia hora, mas nem tudo é riso: há suspense, emoção e até um final feliz (é Natal, né, gente?) - mas sem lição de moral. Não era um desenho comum. Era a estréia de Os Simpsons, o desenho mais importante de todos os tempos.
Quinze anos e mais de 300 episódios depois, a série animada mais duradoura da história já faturou 18 prêmios Emmy, o mais concorrido da televisão americana, e foi aclamado como o melhor programa de TV no século 20, segundo a revista americana Time, em 1999. Transmitido em mais de 70 países, o desenho é só o produto mais visível de um arsenal multimídia de livros, DVDs, CDs e games que sustentam a simpsonmania no mundo (no quadro Mergulhe Nessa, a gente indica tudo que um fã dos Simpsons não pode deixar de ter). Só falta o tão esperado longa-metragem, um sonho antigo dos produtores e do público que ainda não tem data para começar a ser produzido.
Rabisco tosco
O mais incrível é que esse império animado nasceu com um pedaço de papel rabiscado em apenas 15 minutos. Em 1985, o produtor de TV James L. Brooks pediu ao cartunista Matt Groening que criasse uma família maluca e engraçada para a TV. Na sala de espera, enquanto aguardava pela conversa, Groening rascunhou Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie e mostrou o desenho a Brooks. Ele curtiu: dois anos depois, em 1987, os Simpsons estreavam em vinhetas de três minutos num programa humorístico da Fox, o Tracey Ullman Show. No começo, o traço era tosco e tinha acabamento precário. Mas quando Homer e companhia ganharam sua própria série, em 1989, os personagens já tinham visual mais refinado e personalidades mais definidas. A série foi se sofisticando: hoje, para animar um único episódio de Os Simpsons, é preciso produzir 24 mil desenhos e gastar até oito meses de trabalho, a um custo de 1 milhão de dólares.
Muito tudo
É muita grana, mas essa não é a razão principal dos 15 anos de sucesso. A simpsonmania nasceu, cresceu e se multiplicou graças a outros ingredientes poderosos:
Tramas criativas, muito criativas
Os enredos mais inspirados encadeiam várias histórias e conseguem fazer a gente rir, chorar e chorar de rir num único episódio.
Personagens legais, muito legais
Homer, Marge, Bart, Maggie e Lisa são complexos, carismáticos, divertidos - quase humanos. Sem contar a profusão de coadjuvantes e participações especiais que sempre arrancam uma risada ou uma reflexão a mais.
Ousadia, muita ousadia
O humor corrosivo da série não perdoa ninguém. Sobra para as celebridades, os políticos, a própria rede Fox, o capitalismo e até para Deus!
Nas próximas páginas, recordamos os grandes momentos do desenho e esmiuçamos os segredos da família mais amada do planeta. Uma família amorosa como muitas, problemática como várias, engraçada como poucas e revolucionária como nenhuma outra.
Primórdios
Rabiscados pelo próprio cartunista Matt Groening, os Simpsons tinham um traço mais rústico nas seqüências de desenhos curtos que foram ao ar entre 1987 e 1989
MARGE
IDADE: 34 anos
CABELO: Azul nº 56
REVISTA PREFERIDA: Sponge and Vaccum ("Esponja e Aspirador")
FICHA MÉDICA: perda de cabelo por estresse
FUNDO DO POÇO: já foi viciada em jogos de azar
TOPO DO MUNDO: faz deliciosos petiscos de marshmallow e dorme sem roupa de vez em quando
HOMER
IDADE: 36 anos
PESO: entre 108 e 136 kg
BEBIDA PREFERIDA: cerveja Duff
FICHA MÉDICA: tripla ponte de safena, remoção de rim
FUNDO DO POÇO: encheu a cara e casou-se com uma vagabunda em Las Vegas
TOPO DO MUNDO: numa reunião do colegial, faturou vários troféus da turma, incluindo as categorias "maior ganho de peso", "maior perda de cabelo", "maior incremento de odor"
MAGGIE
IDADE: 1 ano
GUARDA-ROUPA: camisolinha azul
BRINQUEDO PREFERIDO: chupeta
FICHA MÉDICA: problemas de equilíbrio e dificuldades de fala
FUNDO DO POÇO: de vez em quando, bebe água do prato do cachorro
TOPO DO MUNDO: salvou Homer de um afogamento e atirou "por acidente" no sr. Burns quando ele tentou roubar seu pirulito
LISA
IDADE: 8 anos
MAQUIAGEM: nenhuma
BONECA PREFERIDA: Malibu Stacey
FICHA MÉDICA: carrega o fardo psicológico de ser o pilar moral da família
FUNDO DO POÇO: apaixonou-se por Nelson Muntz, o valentão da escola
TOPO DO MUNDO: em um episódio no futuro, aparece como presidente dos Estados Unidos
BART
IDADE: 10 anos
PENTEADO: 9 fios de cabelo espetados (pode contar!)
APRESENTADOR PREFERIDO: Krusty, o palhaço
FICHA MÉDICA: hematomas e ossos quebrados em manobras de skate; contraiu uma doença contagiosa e viveu brevemente numa bolha
FUNDO DO POÇO: vendeu a alma por 5 dólares
TOPO DO MUNDO: salvou o programa de Krusty, pôs Krusty na cadeia, tirou Krusty da cadeia, liderou uma rebelião no acampamento Krusty
10 vezes riso Um super-ranking com os episódios mais memoráveis das 15 temporadas Nossa missão: escolher o melhor de Os Simpsons entre os 335 desenhos já exibidos - e mais dois especiais que a Fox não inclui na conta oficial. Jogo duro. "Existem pelo menos 50 episódios muuuuuuito bons", afirma o simpsonmaníaco Edgar Lopes, que comanda o site Portal Simpsons. Para resolver a parada, convocamos o Edgar e outros fãs de carteirinha para montar um Top 10 da série. Na nossa lista, sete episódios foram exibidos nos Estados Unidos até 1997 - de fato, as oito primeiras temporadas são consideradas os "anos dourados" da família amarela, concentrando os melhores roteiros e as idéias mais originais. Confira ao lado dez capítulos recheados de gargalhadas - e veja no site de Mundo Estranho outros três em que só dá para esboçar um riso amarelo. Ninguém é perfeito...
10. O FEITIÇO DE LISA (13ª temporada)
O EPISÓDIO: É a polêmica viagem dos Simpsons ao Brasil. No desenho, a cidade maravilhosa aparece infestada de ratos e macacos, os Simpsons são roubados e Homer é seqüestrado num táxi clandestino
POR QUE É GENIAL: Pelas provocações que enfureceram as autoridades brasileiras — o secretário de turismo do Rio de Janeiro cogitou processar a Fox, mas mudou de idéia depois que a produção do programa pediu desculpas pelo episódio
MOMENTO INESQUECÍVEL: Um retrato da função "educativa" da TV brasileira. Uma apresentadora infantil se esfrega nas letras do alfabeto e gira dois cordões presos nos seios para demonstrar os sentidos horário e anti-horário
9. A CASA DA ÁRVORE DOS HORRORES 9 (10ª temporada)
O EPISÓDIO: Como de costume, o especial anual de halloween dos Simpsons conta três histórias piradas e sem continuidade com o resto da série. Na mais maluca, uma bomba: Maggie é filha de Kang, um alienígena babão que a quer de volta!
POR QUE É GENIAL: Pelo enredo surreal. Dá para imaginar Marge traindo Homer? Ou Maggie com tentáculos e um dentinho pontudo? Fala sério! Sem contar que, no final, a família e o alien armam um barraco pela guarda do bebê no programa de Jerry Springer, uma espécie de Ratinho americano
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer reclamando com Marge: "Sua vagabunda intergalática! Ele foi melhor do que eu?"
8. FIM DE SEMANA COM BURNS (13ª temporada)
O EPISÓDIO: Atormentado por um problema nos olhos, Homer embarca num tratamento alternativo e começa a fumar maconha para amenizar a dor
POR QUE É GENIAL: Pela coragem de tratar com humor um tema tão delicado. Além de viagens psicodélicas ao som de clássicos do rock como "Smoke On the Water", do Deep Purple, a erva faz maravilhas por sua carreira: chapado, o gorducho ri de todas as piadas sem graça do sr. Burns e é promovido a vice-presidente da usina
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer esquece o sr. Burns dentro de uma banheira com água e o magnata se afoga: "Meu Deus, matamos o sr. Burns! O sr. Burns vai ficar furioso!"
7. HOMER E APU (5ª temporada)
O EPISÓDIO: Quando o indiano Apu perde seu emprego no Mercado Rápido, Homer decide ajudá-lo: os dois embarcam para a Índia atrás do presidente da loja
POR QUE É GENIAL: A busca épica pelo tal presidente — um guru que se entope de refri e vive recluso no alto das montanhas asiáticas — tem diálogos inacreditáveis
MOMENTO INESQUECÍVEL: No cara-a-cara com o presidente, Homer estraga tudo: "Aproximem-se, meus filhos", diz o guru. "Vocês podem fazer três perguntas". "Você é realmente o dono dos Mercados Rápidos?", indaga o gorducho. "Sim." "É mesmo?" "Sim." "Você?" "Sim. Espero que isso os tenha iluminado", conclui o todo-poderoso, acabando com as chances de Apu ser recontratado
6. MOE FLAMEJANTE (3ª temporada)
O EPISÓDIO: Falido, o taberneiro Moe não tem grana para comprar cerveja para o seu bar. Sedento por álcool, Homer mistura várias bebidas com um ingrediente secreto e cria um drinque explosivo: o Homer flamejante. Moe rouba a receita e transforma seu bar na balada mais bombada de Springfield
POR QUE É GENIAL: Pela trilha sonora matadora. O ponto alto é o show do Aerosmith, a primeira banda de rock a aparecer no desenho. Eles só concordaram em dar uma canja depois de lerem o roteiro e saberem que iriam tocar no bar do Moe
MOMENTO INESQUECÍVEL: Moe justifica o troféu de personagem mais egoísta da série: "Homer pode ter bolado a receita da bebida, mas fui eu que tive a idéia de cobrar 6,95 por ela"
5. E COM MAGGIE JÁ SÃO TRÊS (6ª temporada)
O EPISÓDIO: Lisa percebe que a família não tem fotos de Maggie. É o gancho para um flashback sobre o nascimento do bebê: na época, Homer se demite da usina, mas precisa do emprego de volta para sustentar a terceira filha. Como punição, ele recebe uma placa "desmotivacional" em sua sala: Don’t forget: you are here forever ("Não se esqueça: você está aqui para sempre")
POR QUE É GENIAL: Pelo final criativo e sensível, com Homer em seu lado paizão
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer explica que as fotos de Maggie estão no lugar em que ele mais precisa: na usina, onde as imagens da bebê cobrem algumas letras da placa, deixando só a mensagem do it for her ("faça isso por ela")
4. O CASAMENTO DE LISA (6ª temporada)
O EPISÓDIO: Lisa visita uma vidente e fica sabendo como será seu futuro. O desenho mostra os Simpsons no ano 2010
POR QUE É GENIAL: Porque a família enfim envelheceu. Bart tem 25 anos e já se divorciou duas vezes. Maggie vira uma teen que não sai do telefone e Homer ainda trabalha na usina, chefiado pelo ex-pirralho nerd Milhouse. Lisa, a estrela do episódio, vai se casar com o bonitão inglês Hugh Parkfield, mas desiste quando ele ofende sua família
MOMENTO INESQUECÍVEL: A pista sutil sobre a primeira vez de Lisa numa conversa franca com Marge: "Mãe, eu me sinto estranha usando branco. Você sabe... o Milhouse", diz a noiva. "Ah, o Milhouse não conta", despista Marge, e as duas dão uma risadinha
3. ARQUIVOS S (8ª temporada)
O EPISÓDIO: Homer faz contato com uma criatura careca, fluorescente e de olhos esbugalhados. Seria um ET? Nada disso: o cabeçudo era o sr. Burns, que havia ficado fluorescente por causa de um tratamento para enganar a morte por mais uma semana
POR QUE É GENIAL: Pelas sátiras a filmes de aliens, como Arquivo X. Os agentes Mulder e Scully chegam a Springfield para resolver o mistério, mas Homer e Bart põem os dois no chinelo e matam a charada
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer sendo interrogado pelo FBI. Ele é conectado a um detector de mentiras enquanto Scully explica o teste: "Vamos fazer perguntas e você responde ‘sim’ ou ‘não’. Você entendeu?", indaga a agente."Sim!", ele responde, e o detector de mentiras explode!
2. BART, O DESTEMIDO (2ª temporada)
O EPISÓDIO: Incentivado por um dublê, Bart resolve saltar de skate sobre a garganta de Springfield. Homer toma o brinquedo do filho, mas perde o controle do skate e escorrega em direção ao abismo
POR QUE É GENIAL: Tem a mistura de ação, emoção e humor que consagrou a série. E é o episódio preferido do criador Matt Groening
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer voa sobre a garganta de Springfield gritando "Eu sou o rei do mundo!", mas perde altura e cai, batendo a cabeça na encosta até chegar ao chão. Resgatado por um helicóptero (de novo, batendo a cabeça no penhasco), ele é posto numa ambulância, mas o carro arregaça uma árvore e o pobre Homer volta a cair no abismo — pela terceira vez, batendo a cabeça nas pedras...
1. HOMER ASTRONAUTA (5ª temporada)
O EPISÓDIO: A Nasa recruta os manguaceiros Homer e Barney para lutar pelo posto de astronauta. Barney vence, mas é eliminado por ficar bêbado com champanhe não alcoólico. A vaga cai no colo de Homer e ele vai para o espaço
POR QUE É GENIAL: Porque mostra o gorducho no esplendor de sua estupidez. Bart escreve na nuca do pai "insira um cérebro aqui" e ele fica girando loucamente para ver a mensagem. No espaço, uma das seqüências mais clássicas da série: Homer devora um saco de batatas fritas ao som de "Danúbio Azul", numa paródia a 2001 — Uma Odisséia no Espaço, colocando em risco toda a missão
MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer admirando maravilhado as belezas do cosmo: "É a vista mais impressionante que eu já vi. Fonte da vida, mãe de todos nós... Ei, rapazes, vejam o que eu trouxe escondido!", diz ele, prestes a abrir o saco de batatas fritas
De olho em Springfield Descobrimos dez segredos da cidade mais pirada da TV Matt Groening, o cartunista criador da série, escreveu na introdução do Complete Guide, o Guia Completo de Episódios: "Os Simpsons é um desenho que recompensa a quem presta atenção". Ele está coberto de razão: em cada capítulo, dá para esmiuçar dezenas de piadas escondidas, referências a filmes e personagens históricos, mensagens cifradas e maluquices que só dá para perceber congelando a imagem e avançando a seqüência bem devagar. Nestas páginas, a gente reúne o supra-sumo das "curiosidades simpsônicas", com dez segredos escondidos na série e outros cinco enigmas sobre a produção do desenho. E olha que essa superlista é só uma amostra das minúcias do desenho. Se Deus está no detalhes - como diz a repetida máxima do arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe -, Os Simpsons é a série de TV mais próxima da criação divina.
1. Afinal, onde fica Springfield?
Nos Estados Unidos, dãããããã... Mas, sério, é só isso que dá para dizer com certeza. Em qual estado fica o lar dos Simpsons, ninguém sabe. E essa confusão é proposital: o cartunista Matt Groening batizou a cidade de Springfield porque esse é um dos nomes mais comuns de cidades nos Estados Unidos — ao todo, há 121 Springfield no país. No começo do ano, a revista inglesa Maxim entrevistou Marge e bem que tentou arrancar o segredo, mas não conseguiu. "Eu sei o estado onde vivemos. Mas essa eu guardo para a entrevista do 60 Minutes", despistou ela, referindo-se a um popular programa jornalístico americano.
2. Quanto custa Maggie na abertura do programa?
Você se lembra? Na abertura de cada episódio, Maggie some no supermercado e só reaparece no caixa, dentro de um saco de compras. Nessa hora, a registradora marca 847,63 dólares — só dá para perceber se você passar a introdução bem devagar, avançando quadro a quadro.
3. Quantos empregos Homer já teve?
Segundo o site SimpsonsBr, o gorducho já tentou a sorte em 46 profissões. A oficial é inspetor de segurança da usina nuclear de Springfield, mas Homer já foi alpinista, escritor de biscoito da sorte, mordomo, vendedor de tônico do amor, contrabandista de banha... Para nós, o emprego mais engraçado é o de boxeador: nesse episódio, Homer desafia Drederick Tatum, o campeão mundial dos pesos pesados, entrando no ringue ao som de "Why Can’t We Be Friends?" ("Por que Não Podemos Ser Amigos?"), do grupo War. O brutamontes não se sensibiliza e começa a surra, mas o taberneiro Moe salva o amigo rechonchudo do massacre total.
4. Os Simpsons têm nome do meio?
Três deles têm. Bart se chama Bart Jo-Jo Simpson e Lisa é Lisa Marie Simpson — provavelmente, uma homenagem dos criadores à filha de Elvis Presley, que também se chama Lisa Marie. O grande mistério, porém, era saber o significado do "J" em Homer J. Simpson. O enigma foi desfeito na sétima temporada, quando Homer reencontrou sua mãe. Em um mural que ela pintou, Homer descobre que o "J" é uma abreviação de "Jay" — "jota", em inglês!
5. Quem é Patty e quem é Selma?
Que as barangas irmãs de Marge são gêmeas e adoram assistir MacGyver você já sabe, né? A diferença é que Patty usa um colar com pedras redondas, não reparte o cabelo e tem brincos em forma de triângulo. Já Selma divide a juba no meio, tem um colar com contas ovais e usa brincos redondos ou em forma de "S", dependendo do episódio. Selma se casou três vezes, mas Patty permanece solteirona — aliás, dizem que na 16ª temporada ela vai assumir que é homossexual.
6. Qual a idade do sr. Burns?
Nas temporadas antigas, ele tinha 81 anos. Nas mais recentes, ele tem 104 — a gente fica com essa segunda resposta, que é mais atualizada. No episódio "Bilionário por Um Dia", na 11ª temporada, o homem mais velho de Springfield passa por um check up que revela que ele tem todas as doenças conhecidas pela medicina, incluindo pneumonia, diabete juvenil e gravidez histérica. Só que, como uma anula a outra, ele continua firme e forte — tá bom, nem tão firme nem tão forte, mas pelo menos segue de pé até hoje.
7. Smithers é gay?
Ah, a gente aposta que é. Não há nenhuma referência explícita no desenho, mas o site The Simpsons Archive catalogou 39 trechos em que o secretário particular do sr. Burns entrega a rapadura. Um deles é bem revelador: no desenho "O Ursinho", da quinta temporada, Smithers imagina o aniversário perfeito, com o sr. Burns saindo pelado de um bolo e cantando "feliz aniversário, sr. Smithers", com voz sensual. É uma divertida paródia gay de um episódio real: em 1962, a diva Marilyn Monroe cantou para o então presidente Kennedy durante seu aniversário. Só não saiu sem roupa do bolo...
8. Quantas vezes Homer fala "dã!" em toda a série?
Segundo o fã Scott Vivian (scott@snpp.com), simpsonmaníaco o suficiente para contar esse tipo de coisa, até a 15ª temporada o gorducho já soltou 377 vezes essa exclamação. O clássico "dã!" (ou "d’oh!", no original em inglês), disparado toda vez que algo dá errado, virou mania mundial e ganhou até um verbete de verdade no Dicionário Oxford, um dos mais conceituados da língua inglesa.
9. Quantos personagens já morreram?
Contando participações especiais e animais de estimação, nada menos que 31 personagens já voaram para o céu dos desenhos. A morte mais espetacular foi a de Maude Flanders, esposa do carola Ned, vizinho dos Simpsons, que despencou da arquibancada de um estádio na 11ª temporada. Os produtores decidiram acabar com Maude porque a atriz Maggie Roswell, que fazia a voz da personagem, queria mais dinheiro para continuar a dublagem. Maggie foi para o olho do rua e Maude sumiu das telas.
10. Quais as principais referências ao Brasil?
A maioria aparece quando os Simpsons viajam para cá (veja detalhes sobre esse episódio na página 32). A viagem, você sabe, deu a maior confusão, mas depois os produtores da série continuaram zoando o Brasil. Na 14ª temporada, o palhaço Krusty afirma que o sr. Teeny, seu macaco assistente de palco, tem um tio brasileiro "que foi chefe do escritório de turismo"! E na 15ª temporada Homer que diz gostaria de passar férias de novo por aqui, mas ouviu dizer "que o problema dos macacos piorou". Tem que levar na esportiva...
Por trás das câmeras Cinco segredos dos bastidores da produção 1. Por que os personagens são amarelos?
O mistério foi explicado por um ex-diretor de Os Simpsons, David Silverman, durante uma entrevista em 1998. Ele revelou que Gyorgi Peluci, o colorizador da série, deixou os Simpsons amarelos porque Bart, Lisa e Maggie não tinham uma linha que separasse o cabelo da testa. Se a cor da pele fosse mais realista, ia ficar parecendo que a testa deles tinha sido serrada. Faz sentido.
2. Por que a voz de Homer mudou?
Porque Waldyr Santana, o dublador original do gorducho no Brasil, brigou com a empresa responsável pela versão brasileira, a VTI, e deixou a série na sétima temporada. Mas na 15ª temporada Os Simpsons passou a ser dublado pela Herbert Richers e Waldyr voltou a encarnar o patriarca da família.
3. De onde vieram os nomes para a familia Simpson?
De parentes do cartunista Matt Groening. Marge é o nome de sua mãe, Homer é o nome de seu pai e de seu filho, Lisa e Maggie são suas sobrinhas. Só não há nenhum Bart na família de verdade, embora Groening diga que o garoto tem muitas características do irmão Mark e dele próprio.
4. Por que vários personagens são canhotos?
Nunca tinha reparado? Pois é: vários deles escrevem com a mão esquerda por obra e arte do criador Matt Groening — ele também é canhoto. Mas a continuidade não é perfeita e alguns personagens passaram a usar também a mão direita nas temporadas mais recentes. É o caso de Homer, Marge, Lisa e Bart.
5. A série vai acabar?
Pelo menos até 2013, não. O contrato dos produtores com a Fox garante mais duas temporadas completa de desenhos.
OBS: Esse Post é Meio Velho.

0 comentários:

Postar um comentário